...♥... Sobre Nós ...♥...

Minha foto
♥ Oie, Nós somos Gaby e Gê. Um casal apaixonado que decidiu nesse ano de 2010 selar nossa união. Somos dois opostos que se completam; Eu são paulina, ele palmeirense. Eu adoro ler, ele detesta. Eu bagunceira, ele quieto... Enfim,totalmente opostos: Com ele eu sempre fui totalmente natural (não que não costumasse ser, mas com ele não pensei que fosse conseguir, afinal 1º namorado não saberia como agir), mas mesmo nos primeiros dias de namoro me sentia bem com ele e eu sei pq é assim, pq ele é a parte que faltava em mim, por isso com ele sempre me senti bem, ele sempre soube como eu tava e eu também sobre ele, simplesmente fomos feito um para o outro e somos APENAS UM!!! ♥

Pesquise este blog:

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Um casamento feliz - O papel do casal!

Para que um casamento funcione o esposo e a esposa se vejam como um só.O homem já não vive mais a sua vida para si nem sua mulher vive para si. Agora existe uma nova união, uma nova família, uma nova unidade. Adão expressou esta identidade comum quando DEUS lhe trouxe a mulher. Ele disse:
“E disse Adão: Esta é agora osso dos meus ossos, e carne da minha carne; esta será chamada mulher, porquanto do homem foi tomada.” GÉNESIS 2.23
O versículo seguinte termina com as palavras  
TORNANDO-SE OS DOIS UMA SÓ CARNE.(v.24)


Mas nem sempre é assim fácil viver esta identidade comum no dia-a-dia.
Isto porque o marido e a esposa têm hábitos diferentes, uma educação diferente, diferentes personalidades e diferentes cicatrizes emocionais.
Além disso, Eva não era um clone de Adão. Ela era singular, única, assim como todo ser humano é sem igual. Ela não saiu de nenhuma linha de montagem. Ela era diferente, tanto fisicamente como emocionalmente.Ela tinha necessidades diferentes – necessidades que somente Adão podia satisfazer. E somente ela podia satisfazer as necessidades de Adão.
Num casamento, o homem e a mulher são conduzidos à união. 
Eles se tornam um, fundindo-se um à vida do outro.É um ato único para sempre, todavia implica num processo. Tempo, amor, paciência e perdão são necessários para que a identidade que ambos compartilham no casamento venha a amadurecer. E isto tem resultados maravilhosos. O homem e a mulher já não estão sozinhos. Eles são um.
Os dois são um só, embora sejam pessoas distintas com grandes diferenças, eles concordam em seguir o caminho da vida como um só.Eles tem uma identidade comum.

Um casamento feliz - O papel do esposo!

O PAPEL DO ESPOSO – A Bíblia diz que o marido é o cabeça...
“Mas quero que saibais que Cristo é a cabeça de todo o homem, e o homem a cabeça da mulher; e Deus a cabeça de Cristo.” 1CORINTIOS 11.3
O que significa isso? Significa que o marido deve desempenhar uma liderança responsável, sem ser ditatorial ou cegamente egoísta. Bíblicamente sua liderança deve ser:

- SER EXERCIDA EM AMOR – "Vós, maridos, amai a vossas mulheres, e não vos irriteis contra elas." COLOSSENSES 3.19
- SEGUIR O EXEMPLO DO AMOR DE CRISTO PARA COM A IGREJA - “Vós, maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela.” EFÉSIOS 5.25
- SER DESEMPENHADA COM COMPREENSÃO – “Igualmente vós, maridos, coabitai com elas com entendimento, dando honra à mulher, como vaso mais fraco; como sendo vós os seus co-herdeiros da graça da vida; para que não sejam impedidas as vossas orações.”
1PEDRO 3.7
- TER UM AMOR IGUAL PARA COM A ESPOSA ASSIM COMO O TEM PARA COM SEU PRÓPRIO CORPO – “Assim devem os maridos amar as suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo.” EFÉSIOS 5.18
Agora, o fato do marido ser apontado como o cabeça da esposa, não significa que ele é superior. O mesmo versículo que diz que o homem é o cabeça da mulher, também diz que DEUS é o cabeça de CRISTO (1CORINTIOS 11.3). e nós sabemos que Eles são iguais em sua natureza. Ambos são plenamente DEUS.A posição da liderança do marido é funcional. Ajuda com que o casamento funcione. Desempata os votos iguais. Ela também traz consigo uma grande responsabilidade. O marido deve prover uma liderança amorosa, compreensiva e que honre a DEUS.

Um casamento feliz - O papel da esposa!

O papel da esposa 

A mulher é instruída pela Bíblia a submeter-se à liderança só seu marido.1 PEDRO 3.1 , EFÉSIOS 5.22
“Vós, mulheres, estai sujeitas a vossos próprios maridos, como convém no Senhor.” COLOSSENSES 3.18

Deus fez com que o homem e a mulher tivessem um relacionamento que os completasse e os satisfizesse. Ele criou primeiro Adão e Ele criou para ser o cabeça.Adão estaria realizado em liderar, Eva se sentiria realizada aceitando-o como seu seu líder.
Uma mulher que insiste em ser a pessoa que toma as decisões na casa, está colocando a si mesma numa posição de desobediência . A sua determinação em fazer tudo à sua maneira, apesar do mandamento claro de DEUS e do padrão apresentado nas escrituras é uma vergonha para ela e uma ameaça para o sucesso do seu casamento.
O casamento funciona melhor quando o esposo e a esposa, aceitam os seus papéis. É uma necessidade funcional, uma necessidade exemplificada na própria divindade. Considere essas palavras de CRISTO “ o Pai é maior do que eu” JOÃO 14.28 entretanto Ele também disse “eu e o Pai somos um” JOÃO 10.30
Isso é semelhante ao matrimônio . o esposo encontrará a sua realização liderando, a esposa encontrara alegria na submissão e o casamento será abençoado por DEUS. Esta é a forma que DEUS planejou.

O QUE NÃO É SUBMISSÃO:
SUBMISSÃO, não é escravidão retirando da esposa sua dignidade
SUBMISSÃO, não é tratar a esposa como criança acha-la sempre incapaz de tomar decisões –
SUBMISSÃO, não é Ter a obrigação de seguir a idéia do marido cegamente –
SUBMISSÃO, não é deixar de coloca-la em areas de liderança –

SUBMISSÃO É: 

confiança mútua, união, obediência e expressar o amor .

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Sobre Casamento!


Vamos definir os três tipos de casamento que configuram a união matrimonial, que são:


1. CASAMENTO CIVIL: é aquele realizado pelo juiz de paz, no cartório, seguindo normas legais, e a com a aposição das assinaturas dos noivos e das testemunhas.
2. CASAMENTO RELIGIOSO: é aquele realizado na igreja, perante um pastor ou sacerdote, com a presença dos padrinhos de ambos os nubentes. A noiva se veste de branco, há a troca de alianças e, geralmente, existe muita pompa.
3. CASAMENTO TEOLÓGICO: é, na verdade, o casamento bíblico (“…deixará o homem seu pai e sua mãe e se unirá a sua mulher, e serão ambos uma só carne”). Esse ocorre no coração do casal que se ama e não há necessidade de testemunha alguma, pois o compromisso é diante de Deus.

Dos três tipos de casamento acima, o de maior importância sempre foi e sempre será o terceiro. Somente o casal teologicamente casado pode, realmente, ter comunhão entre si e diante de Deus. Os dois outros são instituições humanas.

MAS O QUE A RELIDADE NOS ENSINA?

Infelizmente que, aquilo que tem valor diante de Deus, perdeu o seu valor diante dos homens.
É muito comum encontrarmos casais cristãos que brigam e ficam dias; às vezes, semanas, sem se falarem, sem se unirem, sexualmente, chegando a dormir em quartos separados.
Por outro lado, existem aqueles casais mais antigos que vão para a igreja com a Bíblia embaixo do braço durante anos a fio. Aparentemente estão casados. Vivem, sem dificuldades, o casamento civil e o casamento religioso.
Mas, como quase nem mais se conversam, o amor desapareceu de suas vidas há muito, vivem “de aparência” e “para a igreja”. Teologicamente, estão divorciados!
E, que ninguém se engane. Isso acontece também com pastores e pastoras!
Que a leitura deste artigo possa fazer-nos refletir a respeito e, se for o caso, curvarmo-nos, reconhecendo as nossas falhas,confessando-as diante do Senhor.
Não é, com certeza, a vontade de Deus que vivamos um casamento de aparências.

Amor Conjugal...


Afinal de contas, o que é o amor conjugal? Para muitas pessoas, o amor conjugal é confundido com a paixão. Paixão é aquela sensação arrebatadora que nos faz girar por algum tempo ao redor de uma pessoa como se ela fosse o centro do universo e a única razão pela qual vale a pena viver. Esta paixão geralmente vem acompanhada de uma atração quase irresistível para o sexo, e não raras vezes se confunde com ela. Assim, palavras como amor, paixão e tesão acabam se fundindo e tornando-se quase sinônimas.

Este conceito de amor justifica afirmações do tipo "sem amor nenhum casamento sobrevive", "sem paixão, nenhum relacionamento vale a pena", "é o sexo apaixonado que dá o tempero para o casamento".

Minha impressão é que todas estas são premissas absolutamente irreais e falsas. Deus justificou a vida entre homem e mulher afirmando que não é bom estar só. Nesse sentido, casamento tem muito pouco a ver com paixão arrebatadora e sexo alucinante. 

Casamento tem a ver com parceria, amizade, companheirismo, e não com experiências de êxtase. 
Casamento tem a ver com um lugar para voltar ao final do dia, uma mesa posta para a comunhão, um ombro na tribulação, uma força no dia da adversidade, um encorajamento no caminho das dificuldades, um colo para descansar, um alguém com quem celebrar a vida, a alegria e as vitórias do dia-a-dia. 
Casamento tem a ver com a certeza da presença no dia do fracasso, e a mão estendida na noite de fraqueza e necessidade. 
Casamento tem a ver com ânimo, esperança, estímulo, valorização, dedicação desinteressada, solidariedade, soma de forças para construir um futuro satisfatório. 
Casamento tem a ver com a certeza de que existe alguém com quem podemos contar apesar de tudo e todos ... a certeza de que, na pior das hipóteses e quaisquer que sejam as peças que a vida possa nos pregar, sempre teremos alguém ao lado.
Nesse sentido, não é certo dizer que sem amor nenhum casamento sobrevive, mas sim que sem casamento nenhum amor sobrevive. Não é certo dizer que sem paixão, nenhum relacionamento vale a pena, mas sim que sem relacionamento nenhuma paixão vale a pena.
Assim, creio que podemos resumir a vida a dois, entre homem e mulher, conforme idealizada por Deus, em três palavras que descrevem um casal bem sucedido...

Um casal bem sucedido é um par de amantes.

Um casal bem sucedido é um par de amigos.

Um casal bem sucedido é um par de aliados.

São três letras A que fornecem a base de uma relação duradoura. Amante se escreve com A. Amigo se escreve com A. Aliado se escreve com A. E não creio ser mera coincidência o fato de que todas as três, amante, amigo e aliado, se escrevem com A... A de AMOR.

SIGAM-ME:

Pare a música aqui:

Photobucket
MusicPlaylistRingtones
Create a playlist at MixPod.com

Check List: Comprar

{} Secador
{} Batedeira
{} Chapinha
{ } Kit Furadeira
{} Mesa para PC
{ } Home Teather
{♥} Computador (o nosso quebrou)
{ } Depurador
{} Telefone
{ } Lavadora
{ } Tanquinho
{♥} Forninho Elétrico
{♥} Cabeceira para Cama Box (com 2 criados-mudos embutidos)
{♥} Guarda-Roupa
{ } Kit Ferramentas
{ } Gabinete para pia da Cozinha